sábado, dezembro 30, 2006

Claudenice souza Ferreira

Como o ser humano aprende?

Ao longo do processo de desenvolvimento da humanidade, sempre se questionou como o ser humano aprende? Ele já nasce com o conhecimento pré-formado? Ou adquire com a interação com o meio? Para tentar responder a estes questionamentos existem muitas teorias que explicam usando diversos argumentos o processo de aprendizagem.
Segundo John Locke, defensor da corrente Empirista, o ser humano é uma tábula-rasa, ou seja, a criança nasce com a mente como uma tela em branco, e o conhecimento se dará de fora para dentro, sendo o meio o transmissor de todo o conhecimento adquirido pelo homem.
Para os racionalistas o conhecimento é pré-formado, ou seja, ao nascer o indivíduo já apresenta virtualmente as estruturas do conhecimento.E a partir das percepções sensoriais e da organização dos estímulos ambientais o ser humano adquire a maturidade que regulará a aprendizagem.
No construtivismo, o conhecimento faz parte de um processo interno pessoal, más é necessário a interação e a mediação externa com outros sujeitos, e como se diz: “é errando que se aprende”, no processo de aprendizagem o erro é importante para que se construa o conhecimento.
Vigostsky, com o interacionismo sócio-histórico diz que é a partir dessa interação que as funções mentais superiores são apresentadas e se restabelecem no indivíduo, a partir de uma transformação interpessoal para o intrapessoal.Assim o conhecimento é o resultado de práticas sociais desenvolvido no processo histórico da sociedade.
Sendo assim, há muitas respostas para este questionamento, e por isso se torna difícil apontar uma como sendo a verdadeira.Talvez assim seja necessária a soma das partes para que se entenda o todo.

Referências Bibliográficas

BECKER.Fernando.A epistemologia do professor: o cotidiano da escola/ Fernando Becker. – Petrópolis, RJ: Vozes, 1993.

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home